Autor Simão de Miranda é homenageado em Evento Literário

No sábado, 8/4, o Centro Educacional Católica de Brasília (CECB) promoveu o Evento Literário para estudantes da Educação Infantil ao Ensino Médio. O homenageado do evento foi o autor Simão de Miranda, que conversou com os participantes sobre a importância da leitura na tenda cultural. “Nós, adultos, temos o importante papel de intensificar nas nossas crianças o gosto e o prazer pelos livros e, respectivamente, pela leitura”, disse. Simão de Miranda ainda completou: “Às vezes a gente nem tem dimensão no momento atual sobre a importância e a repercussão que isso tem na vida deles, pois isso não se revela no presente, e sim no futuro“.

O escritor finalizou a apresentação desejando que os estudantes se aprofundassem, pesquisassem e viajassem no mundo dos livros. Durante o encontro, Simão de Miranda já conseguiu perceber o engajamento dos alunos que desenvolveram trabalhos literários baseados em seus livros, que ficaram expostos no local. As contadoras de histórias Íris Borges e Nyedja Gennari também estiveram presentes no espaço.  

Nara Ribeiro, mãe das alunas Letícia, Jardim II, e Amanda, 3º ano – Anos Iniciais, elogiou a preocupação da escola em trazer os autores para contar novas experiências. “Ter a presença dos autores na Católica foi uma experiência incrível, porque minhas filhas pegam o livro e já dizem ‘ah, esse livro foi fulano quem escreveu’. Então não é um ser inanimado para elas, e sim alguém que elas realmente conheceram e sabem quem é”, ressaltou Nara.

Pelo segundo ano consecutivo, o grupo Pipocando Poesias esteve animando a criançada durante o evento. O grupo instigava os estudantes a citarem poemas, e ao final, distribuí pipoca como gratificação.   

Feira de troca de livros

Além de todas essas atividades, a Católica também disponibilizou um lugar onde os alunos puderam trocar seus livros usados por outros. Semanas antes do Evento Literário, os estudantes trouxeram livros ou gibis de casa e trocaram por cupons, os quais deram o direito de realizar a troca na manhã do sábado.

Mãe da Marília, 4º ano – Anos Iniciais, Leila Pereira de Miranda acredita que a iniciativa varia a leitura da filha: “Depois que ela lê os livros, deixa-os encostados e não os lê mais”. A mãe acrescenta ainda que a Feira ajudou a filha a tirar os livros da prateleira de casa: “Quando ela vem trocar, já escolhe o que mais lhe interessa e vai lendo aos pouquinhos ”.

0V9A3999 0V9A3954 0V9A4062 0V9A4046 0V9A4341 0V9A4346 0V9A4117 0V9A4211